• Conheça em primeira mão todas as nossas novidades subscrevendo a nossa newsletter.
Home » +Info

Grupo
IMB aposta no turismo associado à saúde e bem-estar

O maior grupo hoteleiro da região da Serra da Estrela, a Natura IMB Hotels, tem antecedentes industriais, associados à indústria têxtil.
A família Manuel Brancal, da Covilhã, além de manter a actividade industrial e contar com cerca de 30 lojas de fios para tricotar, reformulou o seu "core business" há cerca de 25 anos, apostando no imobiliário e no turismo, e descentralizando assim do sector têxtil. Agora o grande trunfo é o turismo de saúde, tendo investido mais de 15 milhões de euros no H2otel - Aquadome, que abriu em Dezembro de 2008, em Unhais da Serra, e estando atento a novas oportunidades de negócio, nomeadamente em áreas de saúde e bem-estar. Refira-se que a Natura IMB Hotels é concessionária das Termas de Unhais da Serra, reconhecidas pelas propriedades únicas das suas águas.

"Consideramos que o turismo associado à saúde é uma das tendências da procura actual e é aí onde nos queremos posicionar. Em zonas não urbanas é muito difícil viabilizar uma oferta que não passe por uma oferta temática e diferenciadora, seja na área que for", disse ao Diário Económico Luís Veiga, administrador executivo do grupo, considerando que "neste momento a área da saúde é a que tem menos risco, desde que bem planeada".

"Na altura, o destino Serra da Estrela estava muito mal servido em termos de oferta turística e a família Manuel Brancal começou por investir num country club, o Campo da Covilhã, a primeira área de animação integrada na zona e no interior do País com ténis, "squash", piscinas e restaurante.
É então criada a Imobiliária Manuel Brancal (IMB), S.A., que aparece como "holding" familiar do grupo.

Pouco tempo depois, a IMB adquiria o Covilhã Parque Hotel, na altura uma residencial, transformando-o no maior hotel de duas estrelas da região, tendo hoje 132 quartos. E há cerca de 20 anos compra o Hotel de Turismo da Covilhã - que detém o Estatuto PME Excelência -, o primeiro hotel de três estrelas a aparecer no destino Serra da Estrela, na altura com 60 quartos e agora com 100, que após a ampliação ganhou também uma zona de "SPA", estando actualmente classificado com 4 estrelas.

Mas a opção pelo investimento no turismo não parou. Há nove anos, a IMB adquiriu o Hotel Vanguarda, na Guarda, que conta com 82 quartos e em Fevereiro de 2010 foi inaugurado oficialmente o H2otel, uma unidade construída de raiz, projectada pelo arquitecto Jorge Palma, "dentro de uma lógica de investimento turístico associado a saúde, agregando um hotel e um centro termo-lúdico, com área termal integrada", refere Luís Veiga. Há pouco mais de cinco anos adquiriu a melhor unidade da Guarda, Hotel Lusitânia, um hotel 4 estrelas com um SPA e uma área exterior extensa que permitiu reposicionar o hotel como o primeiro bio friendly hotel do país, com uma horta biológica com mais de 1000 m2. Actualmente, a IMB hotéis possui cinco unidades hoteleiras e uma estrutura de animação, Clube de Campo da Covilhã, todos na Beira Interior, na região Centro.

"Posicionamo-nos como líder de mercado no destino Serra da Estrela, em número de quartos, desde a Guarda à Covilhã e Unhais", realça o administrador executivo da Natura IMB Hotels, frisando que o grupo tem três hotéis com "SPA" a funcionar, sempre relacionando o espaço de relaxamento e bem-estar com o alojamento.

Actualmente, o grupo estuda propostas de expansão da marca para se enquadrarem na cultura do mesmo.

 

O Mountain SPA

A unidade integra ainda um Centro 100% Wellness denominado AQUADOME, constituído por quatro grandes áreas: AquaTermas, o mais moderno centro termal do país, onde a vertente das doenças respiratórias detém um elevado nível de especialização; AquaFisio, um completo centro de fisioterapia e osteopatia; AquaCorpus, para um encontro entre o corpo e a mente, associando alta estética a terapias orientais e, AquaLudic o mais inovador conjunto de piscinas dinâmicas tematizadas com Circuito Celta.
 

 

<voltar acima

O consumidor pode recorrer a uma das entidades de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo cujo nome, contactos e endereço dos sítios eletrónicos na Internet consta da lista de entidades depositada junto da Direcção do Consumidor. Para mais informações consultar Portal do Consumidor: www.consumidor.pt. (Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro obrigação de informar os clientes da existência de entidades de resolução alternativa de conflitos (RAL))